Monday, March 14, 2011

24-Japão High-Tech: Globalização vs Geofísica


O Japão tem vastas reservas não aproveitadas de energia eólica na orla costeira, a única alternativa prática para a energia nuclear e combustíveis fósseis.

Reação em Cadeia Periódica na Unidade 01:
Emissão de Neutrons com Fissão no Núcleo do Reator

Dr. Arnie Gundersen, Nuclear Engineer, april 03
vimeo.com/21881702


A Mais Recente Imagem por Satélite do Pátio de Usinas Fukushima - nos Traz um Relato que Exige Sobriedade
Chris Martenson, April 01
Nós não sabemos ainda o suficiente para concluir o quanto de fissão espontaneamente já ocorreu, porém temos forte suspeita de que o valor é mais que zero.
chrismartenson.com/blog/55711


Reator no. 2 em Fukushima Sofre Ruidosa Explosão INTERNA
Yoichi Shimatsu, Março 15, 07:30 hs no Japão
rense.com/general93/fuku.htm


Engenheiro nuclear: Incêndio de hastes de urânio no reator de Fukushima seria como Tchernóbil com estimulantes
K. J. Murphy, Março 14
my.firedoglake.com/kirkmurphy/2011/03/14


Fukushima: Modelo de Reator Nuclear Série 01 Levou à Demissão de Cientista da GE em Protesto
ABC News, Março 15
Há 35 anos, Dale G. Bridenbaugh e dois de seus colegas na General Eletric renunciaram a seus contratos de trabalho após terem se tornado cada vez mais convencidos de que o modelo de reator que eles estavam revisando – Série 01 – era tão cheio de falhas que poderia levar a um acidente devastador.
abcnews.go.com/Blotter/fukushima=13141287


March 13 - Emergency Special Report:
Terremoto do Japão, Catástrofe Nuclear sendo Encoberta
Yoichi Shimatsu - Global Research
globalresearch.ca/index=23676

Yoichi Shimatsu currently with Fourth Media (China). Former editor of the Japan Times Weekly, has covered the earthquakes in San Francisco and Kobe, participated in the rescue operation immediately after the Indian Ocean tsunami in 2004 and led the field research for an architectural report on structural design flaws that led to the tsunami death toll in Thailand.


O poder aterrador da natureza, com todo o temor que por ele podemos ter, é somente tão extenso quanto a vulnerabilidade de nossa civilização, pelos próprios humanos produzida. Logo após o natal de 2004, eu me fiz voluntário para operação de resgate no dia seguinte ao tsunami do Oceano Índico, e simultaneamente fiz um estudo de campo sobre as causas das fatalidades no Sul da Tailândia nos locais próprios. O relatório, publicado pelas Universidades de Thammasat e Hong Kong, concluiu que o nível elevado das águas não foi a causa única para o maciço número de fatalidades. Não, são as construções que matam – para ser específico, estruturas mal-projetadas, sem saídas de escape até os telhados ou, em nossa cobiça por terrenos e propriedades, situadas no meio de lagoas drenadas e leitos de rio, ou em aterros instáveis. No desastre de Tohoku [tsunami de 11 de março], um ultramoderno aeroporto de Sendai se recolheu indefeso inundado por todos os lados, enquanto próximo dali uma monstruosa corrente negra varreu casas inteiras rio acima.
Muitas pessoas assumem que os meticulosos japoneses estão entre os mais responsáveis cidadãos do mundo. Na condição de um jornalista investigativo que cobriu o terremoto de Hanshin (Kobe), e o atentado com gases no metrô subterrâneo de Tóquio, peço licença para discordar. O Japão é o melhor lugar entre todos para se organizar encobrimento oficial de notícias.

Crise nuclear sendo encoberta
A tendência recorrente de se negar erros sistemáticos – “a fim de se evitar o pânico do público” – está enraizada na determinação de uma burocracia entrincheirada em se proteger a si mesma, ao invés de em qualquer um dos propósitos assumidos de se servir à nação ou a seu povo. Esta é a regra silenciosa número um na maioria dos governos, e a questão é que o Japão não é nenhuma exceção luminosa.

O Japão tem vastas reservas não aproveitadas de energia eólica na orla costeira, a única alternativa prática para a energia nuclear e combustíveis fósseis.
Contudo o lobby da energia nuclear, os chefões das companhias de carvão e petróleo conseguiram forçar as ações nos governos e indústrias para que teimosamente se recusassem a investir em engenharia avançada e eficiente de turbinas, incluindo-se rotores de levitação magnética que eliminam a necessidade de suspensões que ocasionam perda energética por atrito

12 de Março, 12:00 hs no Japão
O derretimento prossegue... A Agência de Segurança Industrial Nuclear do Japão relatou que isótopos radioativos de cesium e iodo foram detectados por uma estação de monitoramento na usina nuclear n.1 de Fukushima. A presença destas substâncias em amostras de ar é um indicador seguro de que uma reação em cadeia incontrolável foi iniciada. Hastes de urânio super-aquecidas [sem refrigeração] entraram em fissão nuclear, perfurando seus envoltórios metálicos de proteção.
On-site back-up batteries that run the control system were depleted of power within 8 hours of the blackout.

13 March, 08:00 hs - Tokyo Time
Following a high-level meeting...The censorship is being carried out following the imposition of the Article 15 Emergency Law.
So what caused the explosion that blasted away the reinforced concrete roof and walls? Silence.

Unbeknownst to the world, China has world-leading expertise in extinguishing nuclear meltdowns and blocking radiation leaks at their uranium mines and military nuclear plants. Moscow too, is offering unconditional aid, despite ongoing territorial conflict with Japan over four northern islands.


Post-Tsunami Situation at the Fukushima Daiichi Nuclear Power Plant
Arjun Makhijani, Ph.D., March 14
ieer.org/comments/Daiichi-Fukushima-reactors_IEERstatement.pdf


Carbon-Free and Nuclear-Free
Arjun Makhijani, Ph.D.
ieer.org/carbonfree/CarbonFreeNuclearFree.pdf

2 comments:

Bilder said...

Esta guerra oculta está a atingir limites terríveis.no meu blog nova desordem mundial tenho links sobre isso e não só.Quanto ao federal reserve parece estar nas mãos dos mesmos de sempre não?

Bilder said...

As ultimas sobre o fed na análise de Fulford(não sei se certo ou não)
http://benjaminfulford.typepad.com/benjaminfulford/2011/02/weekly-geopolitical-news-and-analysis20110228-the-federal-reserve-bank-is-now-looting-private-bank-accounts-to-keep-itself-a.html

Mas já conhece esse blog não?