Sunday, January 2, 2022

48 - Brazíl do Stanislaw



Homenagem ao Ponte Preta






Anno Cabralis 522

Em 502 o Brasil de Cabralis estava inaugurando o Período Lula, que foi um período sem perseguições, com oportunidade para todos... Não muito diferente do Período Ulysses Guimarães, de Abertura Democrática. Entretanto...

Em 522 estaremos inaugurando o Período Stanislaw: Se Deus Quizer!!


Neste Período:

1) Vindas do Executivo e do Parlamento Reformista, todas as promessas de Assistencialismo e Reforma Econômica serão dadas como projetos para a classe política como um todo. Da classe política serão em seguida transferidos ativamente para as parcelas da sociedade semi-esclarecidas e ultra-necessitadas.

2) Os projetos serão dados através dos Partidos Social-Reformistas que, através de uma agenda clara, serão capazes de dizer ao público tudo o que realmente pretendem...

Deverá ser dado o Programa: Assim como Lênin um dia redigiu A Questão do Programa, para seu povo russo e soviético, nós temos aqui imensa necessidade do Programa Brasilis, um verdadeiro programa cabralis, escrito pela Princesa Izabel, por João Goulart, Celso Furtado, Darcy Ribeiro, e sem esquecer o Marechal Rondon, que as gentes brasílicas são muyto sofríidas:

2.1) Trazer a Revolução Operária? Não, não é esta a tendência do Brasilis.

2.2) Implantar um Estado Monopolista, que não deixa os bancos internacionais ditarem o valor das moedas, e das taxas de câmbios e juros, sempre a favor dos Rentistas...? Não, não é tão simples, porém esse é exatamente o Objetivo a Médio Prazo Histórico.

2.3) Estabelecer o Reformismo, ou Estado Assistencialista (Um certo entendimento para "Social-Democracia", diferente do que os marxistas sempre denunciaram)... Sim, certamente, explicando tudo aos eleitores durante um Mandato de Quatro Anos do Metalúrgico Estadista.



3) A Direita finalmente vai se endireitar, e parar de se submeter aos golpismos de propaganda do Imperialismo Corporativo-Financeiro Internacional, que levam à destruição do patrimônio do Parque Empresarial Brasileiro, a exemplo do que fizeram com a Odebrecht.

3.1) Como Direita Nacional, expurgando as palavras de ordem fascistas que destróem a ordem republicana na qual a Burguesia deve existir, como empresa e como investimento civil...

3.2) Ou seja: que a Burguesia seja conservadora, seja em costumes ou privilégios, não é um problema; a questão é, por que o reacionarismo, se o republicanismo é melhor para todos?

4) Ministério de Inteligência severo contra os sistemas eletrônicos que ficam pirateando os neurônios de nosso povo, ao invés de simples “agências” de inteligência no porão-dos-palácios. A extrema-direita fascista não resulta de um confronto de interesses de classes da sociedade brasileira: é um híbrido implantado por usinas de propaganda psicológica sofisticadas, com aplicativos para cada setor. O aplicativo no váti-zápi dos evangélicos é um exemplo terrível, porque se torna uma caixa preta, entre eles, assim como nos quartéis, e têm um efeito eleitoral significativo.


Homem Sério: Veja na Página-47 a Grande Vida do Marechal Lott






5) Programa Federal para distribuição da população em vilarejos e aldeias produtivas nos Rincões, Pampas e Várzeas abandonados. As Aldeias têm pequenas indústrias, terras agrícolas na vizinhança, escolas para todos os infantes, coreto na praça para o povo cantar, e são facilmente administradas no ponto de vista da guarda civil.

6) Emissão da moeda: chega de Banco Central!!! É o Chefe do Executivo da República Constituída que deve determinar as emissões de papéis e moedas, as contratações de dívidas, a balança comercial e cambiária, por designação de seu Ministério do Planejamento

7) Verbas maciças para o Ministério da Educação. É necessário que as escolas de segundo grau (idades de 15, 16, 17] sejam ampliadas para 4 anos, até a idade de 18:
Ao invés de entrarem prematuramente nas Universidades, os estudantes têm um ano a mais para conhecer as carreiras e disciplinas. Além disso, o terceiro ano, e o quarto, ou ambos, devem oferecer formação profissionalizante, semi-profissionalizante, para preencher o vazio pedagógico e vocacional de quem entra na vida adulta em Brasilis.

8) Ministério da Saúde: A destruição biológica da sensibilidade e da inteligência de nosso povo por parte da enxurrada de psicotrópicos e anfetaminas é incalculável, assim como os acidentes causados. As emissões de micro-ondas das torres e aparelhos de celular, e o uso frenético desses aparelhos, intensificam a sensação samba-do-criollo-doido.

8.1) A cura por meio de essências naturais das plantas é amplamente confirmada e muito barata. As indústrias farmacológicas continuam lançando drogas pesadas, que são muito caras, e são vendidas sem receitas nas farmácias... Médicos doidões ganham férias no Caribe, depois de um certo número de prescrições dos psicotrópicos a seus clientes!

8.2) Precisamos de um Ministro com Mão-de-Ferro contra as Corporações das Drogas!!

9) Pauta de Costumes: O Estado e a Administração Pública não deveriam ser responsáveis diretos pelas pautas de costumes e direitos “humanos”. Não é através de leis e da polícia que se resolvem as injúrias e interdições. Os governantes, juízes e deputados deveriam criar as condições para que, em cada comunidade, os direitos e costumes sejam protegidos pelas associações locais, de moradores, de pais e alunos, ou por conselhos de família e adolescentes.


A Princesa Izabel do Brazil tomou posse como Rainha em 1888. Sua primeira medida foi declarar a alforria de todos os escravos africanos e seus descendentes. Ela mandou dar uns pedaços de terra, instrumentos, e até um dinheirinho para os alforriados. Os latifundiários ficaram furiosos e chamaram o Marechal do Campo de Santana para Proclamar a República. Ele não queria proclamar, e deu um grito fraco!

Não tinha ninguém para ser o Presidente, daí eles chamaram o Marechal dos Bigodes da Costa e Silvos, que era um cara muito arrogante, e não teve aptidões de governo, saiu batido. Chamaram o Prudente Temer de Moraes, para ver se ele assumia, mas ele era tão sem-noção, que teve que entrar pela porta dos fundos. Eles, de vez em quando, eles voltam!


10) Em todos os municípios, guardas civis, e polícias civis, devem substituir absolutamente qualquer presença ou patrulhamento de polícias militares. Os PMs foram feitos para enfrentarem pessoas armadas, não civis indefesos. As Polícias Militares devem ficar nos quartéis, como os bombeiros, em pequeno número: só devem ser chamadas para acompanhar ações das polícias civis, nunca sendo independentes.

10.1) Já os policiais civis tevem ter boas carreiras e salários, e os guardas municipais treinamento como assistentes-sociais.

11) Caixa-2 na Política: veja a seguir o artigo em defesa de José Dirceu, do anno cabralis 505:

11.1) O Lobismo e as Propinas são parte consubstanciosa da economia de mercado e lucro, ou seja, do “Capitalismo”. A única maneira de se “acabar com a corrupção”, neste sentido caipira, seria “acabar” com todo o Capitalismo, de uma vez só, por decreto.

11.2) As Propinas não deveriam ser criminalizadas, desde que sejam em proporções domésticas. Os pequenos prêmios das empresas a seus lobistas-políticos e políticos-lobistas não significam que estas granas foram “roubadas” do Erário.

11.3) Entretanto se um agrupamento político tem os propinodutos [tipo temer, moreira, palocci], como um fim-em-si-mesmo, a coisa é diferente. É preciso se saber se os valores de orçamento gastos para os emprendimentos foram supervalorizados; e, da mesma forma, se os serviços foram bem realizados, ou não. Mesmo assim, essas “corrupissões” não deveriam ser casos "de polícia", deflagrados por juízes de primeira instância, com sua exibição demagógica de aparatos. É o Superior Tribunal Eleitoral e o Tribunal de Contas que devem cassar o mandato, tornar inelegível, cobrar multas, dos “políticos-corrúpitos”... Já é bastante que o nome deles fiquem pelos jornais.

11.4) Entretanto, se as obras, ou facilitações para as empresas, levam a prejuízos civis, danos, perda de vidas, barragens e ciclovias que despencam, farmacológicos que deixam os consumidores retardados – bem, nesses casos, os processos deverão ser levados para as “varas” do código civil.


ORDEM REPUBLICANA

publicado na Tribuna de Petrópolis

09 de agosto, 2005

Como uma palavra que fica na moda, entre tantas outras, agora o termo “republicano” começa a ser usado como o adjetivo preferido, e indiscriminado, de parlamentares e jornalistas no festivo cenário das comissões parlamentares de inquérito. As ações se mostram, nas confissões e retumbantes auto-defesas da honra, ora “republicanas”, ora, “não-republicanas”... No rigor da letra, trata-se aí daquelas ações que estão, ou na não, dentro da Constituição, das Leis. Sendo assim, ter caixa-dois, contribuições de campanha não-contabilizadas, dar mesadas, seriam atos não-republicanos.

Entretanto, do ponto de vista da ética, dá-se incrivelmente o oposto! Pela maneira como é constituída a república real, a capacidade de arrecadar fundos para seus partidos, distribuir verbas para os candidatos e garantir a presença de sua legendas nos parlamentos e governos, faz de José Dirceu e de Delúbio Soares, verdadeiros heróis e batalhadores de seu partido, vigilantes paternais ou maternais, exatamente na mesma medida em que o fez de Roberto Jefferson para com o seu PTB. E os partidos que já ocuparam o governo em Brasília PDS (PP), PMDB, PFL e PSDB por sua vez também tiveram seus dirigentes “heróis” de caixa-dois, adorados, portanto. O andamento ético tacitamente em jogo é a parcimônia ou voracidade com que se arrecada, ou o fato de se depositar honrosamente, somente nas contas do partido, ou pôr no bolso do benefício pessoal.

A ética republicana vigente é a da república burguesa, fundada para defender o patrimônio, a lucratividade do capital, a autonomia do capital, a moeda como elemento de mercado, e o acúmulo de capital como direito individual ilimitado. O capitalismo é a forma social da república burguesa, e o lucro sua expressão ética. Na sociedade capitalista, não há nada que não tenha sido traduzido pelo seu valor de moeda e de mercado. Se a moeda é o móvel para se criar empresas e empregos, para se administrar o Estado, para se conseguir favores da classe política, porque não seria o móvel para se obter mandatos parlamentares ou governamentais, ou cargos em governo? Certamente, a resposta da ética liberal a estas questões seria a de que “há limites”, há verbas “legítimas” e “não-legítimas”, há o imposto de renda, pago ou não pelos empresários. Na vida real, a distinção entre propina, ágio, presente, lucro devido e lucro indevido não pode ser dada de fato.

E assim é o pagamento de 168 bilhões por ano aos bancos emprestadores. Lucros, por maiores que sejam, obtidos por empresas filiadas de conglomerados monopolistas internacionais, que são legítimos, porque estão na letra da lei republicana. Mesmo que o salário mínimo nacional esteja baixíssimo: nesse caso, a lógica burguesa dirá que pelo menos “estamos competitivos lá fora”. Propinas a deputados de partidos liberais ou conservadores “republicanos”, oferecidas de uma vez só em alto valor por bancos internacionais jamais serão detectados, ao passo em que propinas pingadas em bancos regionais para políticos em ascensão de classe são facilmente detectadas e denunciadas com alarde pelos jornais.

Nesse sentido o deputado Jefferson está agredindo de forma traiçoeira aqueles que tudo fizeram para atender, como pais e mães, suas necessidades de campanha de partido fisiológico. Sua ética é a da Cosa-Nostra: se o sócio paga as contas, pode cometer qualquer estrupício sem questões. Se não paga, é violentamente denunciado e entregue à difamação da sociedade pequeno-burguesa, esta que ainda acredita num formalismo ético não existente e não aplicado de fato pela classe superior. É possível que o PT esteja pagando seu pecado de ter-se anunciado ao público como partido puritanista, que sustenta que o mero comportamento individual “honesto”, “dentro das leis”, é a solução para os problemas governamentais, e não a transformação dos condicionantes e fatores sistêmicos – a hegemonia do capital – tal como continuamente esclarecido nas análises estruturalistas de economia política. Puritanismo da classe média sindicalista em ascensão, representado por Lula no Planalto.

A política de Lula e Tarso Genro é desfocada e sem projeto real para a sociedade, mera administração do status quo da República. Da mesma forma, o PTB de Jefferson, o PL de Crivela, as máquinas do PDS, PFL, PMDB e PSDB – ainda que nesses partidos existam relevantes expressões de estadistas, nacionalistas, e políticos com projeto para a sociedade – são máquinas baseadas em grandes montantes de caixa dois nas campanhas, na ascensão econômica e social dos indivíduos, no lobbismo para empresas nacionais e internacionais, na obtenção de recursos com a indicação de cargos em estatais e apoio monetário não declarado de empresários favorecidos, e não mais!

Apesar das acusações, José Dirceu, ao organizar a caixa-dois do PT (junto com Genoíno, Delúbio, Gushiken, etc), dá mais a impressão de estar administrando o status quo da vida partidária, de maneira pragmática e forçosa, não como projeto principal. Ao passo em que seu projeto real é a transformação da sociedade brasileira a médio prazo, com um partido de massas, quadros, e projetos. Aquilo que ele, numa expressão mais sincera e lírica, chamou de “construção da social-democracia”... Com orgulho pelo qual talvez tenha que pagar, mas de qualquer forma, a dedicação a um projeto por uma vida inteira.

José Dirceu está numa situação equivalente à de Getúlio Vargas no momento da Carta Testamento, ou de Leonel Brizola tentando construir seu partido nacional ao longo dos anos 80. Talvez os petistas estejam pagando o preço de não terem desejado entender bem estes episódios.

Neste sentido, não é a reforma jurídico-eleitoral da República que se impõe, mas a instauração de uma outra República, com seus fundamentos éticos e legais, onde a moeda – estrangeira, controlada pelos bancos – não esteja acima do Estado e dos cidadãos.

Ciro Moroni Barroso


Quem pôs veneno no café do Stanislaw??
google.com/search?client=stanislaw ponte preta

Foi a ditadura militar: que covardia!!
Esse moço tinha 45 anos quando foi neutralizado em Setembro de 1968. Foi seu médico que lhe disse que ele tinha sido envenenado. Dois meses depois os Fardados Trogloditas implantaram o AI-5... Até então, a parte mais mesquinha e ignorante dos militares brasileiros tinha conseguido:
Usar os soldados brasileiros para derrubar a República, sem que os soldados entendessem o que estava acontecendo; derrubar o avião do Marechal Castelo Branco, que propunha uma negociação com a classe política e setores sociais, não uma ditadura completa; serem rejeitados por seus antigos bajuladores da UDN; chamar o Marechal Costa e Silva para ocupar o governo, totalmente inepto e sem orientação. Essa situação fez com que estudantes ocupassem as ruas com protestos, enquanto os sindicatos estavam amordaçados. Os “comunistas” que não existiam antes, a não ser como pretexto para os golpistas internacionais e os trogloditas, passaram a existir...!
É por isso que devemos ter uma pauta especial para a questão dos militares num programa político nacional renovador:

(Essa questão corresponderia ao item 12 no programa acima, e está discutida na Página-47)

Não faz sentido os civis desejarem amordaçar os militares, mandando-os a ficar nos quartéis, sem terem direito de manifestação política: ao contrário, os militares devem dar opiniões políticas abertamente, e segundo os mesmo regime dos políticos e homens-de-estado, ou seja, se falarem besteira, são censurados, afastados, etc.
Tentar enquadrar os militares numa ordem burocrática, faz com que eles se fechem nos quartéis, justamente conspirando contra a ordem civil, que eles desprezam. Isso alimenta a censura dos civis, por sua vez, que se tornam impotentes com suas exigências de “obedecer a Lei”: as armas sempre derrubam leis, não ao contrário...
É necessário se reestabelecer a confiança entre civis e militares, incluindo no fato de que o Ministério da Defesa só poderia ser preenchido por Marechais que tenham uma contemplação sadia com relação ao republicanismo e à vida civil, em função de uma educação superior própria, a respeito, nas escolas militares. Os Marechais (ou equivalentes) seriam como militares retornando à vida civil, mas sendo ainda militares... Capazes de realizar a interface, sem a qual a questão militar não se resolve.
É ilusória a idéia de que Ministros da Defesa civis devam ser capazes de qualquer tipo de eficiência ou conhecimento das questões militares. Os ministros da defesa civis acabam sendo, sempre, os que fazem a interface entre o Pres. República e os Generais que estão no comando.
Da mesma forma, equipes do exército, ou oficiais da ativa, devem participar em programas e cargos governamentais (com seus mesmos salários militares) naqueles casos de operações de porte geográfico, ou cargos governamentais em que eles tenham conhecimentos técnicos e científicos específicos.


Mira-te! [Capitán Peronni, nacionalista platino:] Los Militares suelen ser solamente de dos tipos: los sinceramente patrióticos, que pertenecem a nuestra tropa, y los que no pertenecem, así como algunos de los cabrones abajo:


agenciasportlight/2021/03/16/relatos-sobre-o-melhor-emprego-do-mundo-a-doce-vida-do-general-heleno
cartacapital/mourao-foi-a-angola-para-pedir-retorno-da-igreja-universal
brasil247//ustra-tem-47-mortes-nas-costas
theintercept/2021/imprensa-farsa-militares-governo-bolsonaro
theintercept.com/2018/10/22/general-etchegoyen-tem-vigilancia
https


Veterano Jornalista Bate-o-Martelo:
cartacapital/o-desafio-e-descobrir-quem-esta-por-tras-dos-servicais-moro-e-dallagnol
conjur/2021-fev-08/deltan-disse-prisao-lula-presente-cia
brasil247/papel-da-cia-na-prisao-de-lula-deve-ser-investigado
deolhonosruralistas.com.br/dos-latifundios-dos-dallagnol
conjur/2021/faz-tempo-nao-tenho-vergonha-cara-disse-deltan

theintercept.com/2021/04/08/peru-ollanta-humala-lula

jornalggn/desencarcerar-e-descriminalizar-a-cannabis-diz-valois
governo-washington.blogspot/2007/lords_of_drug_trade

https



Thursday, November 19, 2020

47 - Demarcar Um Rio Rubicão










Palácio do Presidente na Esplanada Central do País: no meio passa um Rio


correiobraziliense.com.br/opiniao/2020/10/memento-mori

[...] O general romano atravessa o lendário rio Rubicão. Aproxima-se calmamente das portas da Cidade Eterna. Vai ao encontro dos aplausos da plebe rude e ignara, e do reconhecimento dos nobres no Senado. Faz-se acompanhar apenas de uma pequena guarda e de escravos cuja missão é sussurrar incessantemente aos seus ouvidos vitoriosos: “Memento Mori!” — lembra-te que és mortal!

Infelizmente, nos deparamos hoje com posturas que ofendem àqueles costumes romanos. Os líderes atuais, após alcançarem suas vitórias nos coliseus eleitorais, são tragados pelos comentários babosos dos que os cercam ou pelas demonstrações alucinadas de seguidores de ocasião.

Alguns [assessores] deixam de ser respeitados. Outros, abandonados ao longo do caminho, feridos pelas intrigas palacianas. O restante, por sobrevivência, assume uma confortável mudez. São esses, seguidores subservientes que [deixam de praticar], por interesses pessoais, a discordância leal.

A população, como árbitro supremo da atividade política, será obrigada a demarcar um rio Rubicão cuja ilegal transposição por um governante piromaníaco será rigorosamente punida pela sociedade.

Otávio Santana R.B. – General de Divisão do Exército Brasileiro. Doutor em Ciências Militares. Foi Porta-Voz da Presidência da República. -- 27/10/2020 – Correio Braziliense











ói Nóis, ó = só no Rivórtrill = !!!


theintercept.com/2020/entrevista-jaques-wagner
jornalggn/xadrez-dos-preparativos
veja.abril/politica/como-o-governo-atraiu


brasil247.com/chega-de-maluquice-disseram-as-urnas

É assim que um ano depois daquela data prevista para o fim do regime fascista, o Gov do Tenente Exaltado chega ao seu termo, com o último toque de clarim rabugento e a Polícia batendo na porta. Enquanto “regime” não há mais chance ou espaço para uma Via Executiva de Procedimento Ultra-Hulk no Palácio do Planalto, que se acha atravessado pelo relembrado Rubicão...

Os Generais do Brasil (principalmente Azevedo e Ramos, Mourão e Braga) pagam o preço, em moeda azinavre, de sua inapetência& falta de dedicação& propósito no exercício das funções devidas aos Estadistas... Tudo isso, consequência de uma Reposição na Casa de Governo que eles poderiam ter feito nos idos de Novembro do Ano 519, quando tinham justificativa ou credibilidade para fazer ... e não fizeram!!

[Isto é, quando ficou claro para todos que o esquema das “rachadinhas do Queiroz” era um Programa em larga escala de movimentação de fundos ilícitos, imobiliários, contrabando de armas, e serviços de guardas=costas especiais, vestidos com uniforme confeccionado pelo Mossad de Israel.] [De onde vem tanta verba para a Família Borço operar fundos ilegais, imóveis& candidaturas?? Deve ser do Mossad de Israel.]


brasil247/tenho-nojo--diz-coronel-da-reserva-do-exercito
xadrez-do-paralelos-entre-hitler-bolsonaro-e-o-estado-profundo
salvar-a-patria-impoe-eliminar-preconceito-contra-militares
gedes-unesp.org/as-forcas-armadas-no-governo-bolsonaro
sanpedritoenlasierra.blogspot.com/2018/agenda-para-uruguayos


El Capitan Peronni Se Quedava Muy Aburrido:

Mirate aqui, Hombre, Esse negócio de militar não se meter na Política... A mi non me hace ningún sentido: Não seria o caso do Militar se meter na Política, porém fazendo antes um estudo detalhado de todas as necessidades reais do Quadro Nacional?

“Vejam em 1974 o Intrépido Movimento dos Capitães e Majores Lusitanos, substituindo o Regime...! Porque estavam cansados de serem usados para extração da Mais-valia Colonial na África... Movimento efetivado com fados e aromas de cravos!

“É claro que os militares tem que se meter em política para fazer a defesa intransigente da Petrobrás... Mirate! – Denunciar o abuso tucano de criar “ações da Petrobras”, e dar 50% ao banqueiro Soros... a Petrobras nunca precisou se capitalizar com “ações”, é uma Empresa devidamente Superavitária! Cabrones!!

"Isso foi esquema para que a Empresa Nacional fosse denunciada no Judiciário Yanque, e pagasse gordas multas... e as sobras enviadas para o Escritório do Meninos Alcagôetes da Vara de Curitiba...! Isso não é um assalto à nossa honra patriótica completa – que deveria fazer os tanques deslizar sobre a Esplanada dos Ministérios?

“Veja o que fizeram com o nosso Almirante Othon, um Cientista notável!... Não é motivo para se mandar prender todos esses caras na Masmorra do Barrabás?? Perda de controle da Embraer, perda de controle da Base de Alcântara, perda de controle da Amazônia... Não seria o caso para os aviões supersônicos uivantes decolando da Base de Jacaré-Akanga, em Santarém, surfando pelos Céus do Brasil... para alertar a População?!?!”










Classe Média na Liteira: no séc. XIX no Brasil a burguesia era a classe média, em ascensão. Agora a classe média em ascensão é a pequena-burguesia urbana chique, que despreza os pobres, apóia a repressão, não tem plano de governo, mas sempre diz que odeia o governo.


No Ano Cabral de 454, a UDN, C. Lacerda, setores militares, e a classe média na liteira, lançaram um histérico& furioso ataque ao Getúlio Vargas... Qual o motivo real? Vargas representava a Burguesia Nacional, mais do que qualquer outra coisa. A Carteira de Trabalho para o Operariado, de certa maneira, esvaziava a contestação revolucionária “comunista”. A Classe Média na Liteira sente um ciúme furibundo, porque ela não é a “classe no poder”... ela queria estar lá... no lugar do poder burguês!!

Vejam na biografia de Teixeira Lott a insolência dos Udenistas, civis e militares, em tentar chantagear a classe política e a sociedade, na posse do Kubitschek e do Jango, em 455, e em 461... Apenas devido ao ódio por terem sido derrotados, eleitoralmente, e moralmente, pelos que herdaram a Carta de Vargas. E finalmente o golpe borralheiro em 464.


Vejam a Grande Vida do Lott:

fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/henrique--lott

Em 1935 serviu em Campo Grande como comandante do 18º BC ... quando foi convidado para integrar a Comissão de Estudos para a Indústria Brasileira e Compra de Armamentos, em Bruxelas e Copenhague ... permanecendo nesta última cidade até 1937, tomou conhecimento de que alguns colegas de farda mais jovens (entre os quais o então capitão Humberto Castelo Branco) haviam-se matriculado na Escola Superior de Guerra, em Paris ... fez então um requerimento especial e conseguiu matricular-se na referida escola.

No próprio dia do suicídio de Vargas, o vice-presidente João Café Filho tomou posse na presidência da República. Conhecido por suas posições de intolerância a qualquer indisciplina militar, Lott foi imediatamente escolhido para ocupar o Ministério da Guerra.

Transcorridas as eleições no dia 3 de outubro de 1955, Kubitschek obteve 3.077.411 votos (36% de total), Juarez Távora, 2.610.462 (30%), Ademar de Barros, 2.222.725 (26%) ... Para Vice-presidente, João Goulart recebeu cerca de 3.600.000 votos ...

Na tentativa de impedir a posse dos candidatos eleitos, a UDN alegava que as eleições haviam sido fraudulentas e contestava a validade dos votos dados pelos comunistas aos candidatos vitoriosos.

# Nos anos 50 os generais participavam ativamente, ostensivamente, junto à classe política, das ações de governo. As eleições presidenciais e estaduais se faziam a cada 5 anos, tendo os candidatos a Vice votos em separado dos titulares das chapas. Jango, por exemplo, teve mais votos do que todos acima, o que indica que poderia ter sido o indicado para a Presidência; e novamente em 1960.

Lott, à sua maneira e na posição de ministro-chefe militar, Jango, e Kubitschek, como políticos de carreira, tentavam dar forma e conteúdo ao Estado Nacional, fragilizado por entraves burocráticos e diferenças regionais.

A crise da posse de Kubitschek em 31 de janeiro poderia ter sido evitada com a simples antecipação da posse em 1 ou 2 meses. Mas Café Filho, em seguida Carlos Luz, insistiam em ficar no cargo até o fim, o que sugere que tinham intenções golpistas. Os udenistas eram “neuróticos”, criando obstruções e acusações de toda sorte. O Jornal Tribuna da Imprensa era influente na Capital: Leôncio Basbaum faz lembrar que o Palácio do Catete, e os políticos do governo, ficavam sob intensa pressão moral dos moradores ciumentos dos bairros de classe média da Capital...

[Nov 1955] Finalmente, à uma hora da madrugada do dia 11, Lott telefonou para o general Denis e comunicou-lhe que estava disposto a agir. Juntando-se ao grupo que se encontrava na casa de Denis, seguiu para o Ministério da Guerra, onde foi centralizado o comando das operações militares. Às quatro horas da manhã [o Pres. Interino] Carlos Luz tentou comunicar-se com Lott, mas este recusou-se a atendê-lo. Após sua deflagração, o movimento ganhou inúmeras adesões... Paulatinamente, todas as unidades do Exército foram-se pronunciando a favor da decisão do ministro da Guerra. Lideradas pelos generais Floriano de Lima Brayner e Emílio Maurell Filho, as tropas de Lott chegaram ao palácio presidencial ainda a tempo de prender os generais Fiúza de Castro e Alcides Etchegoyen, levados em seguida para o Ministério da Guerra.

Devido à suspeita de envolvimento de Café Filho nas articulações contra a posse de Juscelino e Goulart, a perspectiva de seu retorno à presidência era fonte de preocupações para o novo governo.

Quando o documento de Café Filho chegou à Câmara já era sabido que Lott desejava que o Congresso votasse o impedimento do presidente licenciado.

... Café Filho deixou a clínica onde estava internado. Quando, porém, chegou à sua residência em Copacabana, encontrou o prédio cercado por poderoso aparato militar, que incluía até veículos blindados. O presidente licenciado obteve permissão para entrar no edifício, mas seus acompanhantes tiveram que ficar do lado de fora. Ao mesmo tempo, por ordem de Lott, o palácio do Catete havia sido cercado por tanques e tropas, e todas as unidades do Exército sediadas no Rio haviam sido colocadas em estado de alerta...

Às duas horas da manhã do dia 21 de novembro foi iniciada a votação do afastamento de Café. Na Câmara a proposta foi aprovada por 179 votos contra 94 e no Senado por 35 contra 16 votos. Nereu Ramos foi, então, confirmado como presidente legítimo até a posse de Juscelino, que se daria a 31 de janeiro de 1956.


Empossados Juscelino e Goulart, Lott foi mantido no Ministério da Guerra...

Em agosto de 1958, o secretário de Estado norte-americano John Foster Dulles visitou o Brasil. Diante de suas pressões no sentido de que se alterasse o estatuto da Petrobras, Lott pronunciou uma frase que se tornaria célebre: “A Petrobras é intocável.”

Jânio Quadros tomou posse no dia 31 de janeiro de 1961, mas renunciou a seu mandato na presidência da República em 25 de agosto do mesmo ano. Logo após a renúncia, os ministros militares — marechal Odílio Denis, almirante Sílvio Heck e brigadeiro Gabriel Grün Moss — declararam a inconveniência de que o vice-presidente João Goulart, que se encontrava no exterior, assumisse a presidência. No dia seguinte Lott divulgou um manifesto “às forças vivas da nação, às forças da produção e do pensamento, aos estudantes e aos intelectuais, aos operários e ao povo em geral”, conclamando-os a tomar posição em defesa da Constituição. Em função deste manifesto, foi imediatamente preso e conduzido à fortaleza de Laje.

# Por 3 dias preso na Masmorra da Lage, com 67 anos, depois de ter sido candidato Presidencial em 1960 pelo PTB, tendo João Goulart como Vice. Lott não tinha nenhuma tradição junto ao PTB, e se considerava "anti-comunista". Depois de Ministro por tantos anos, Lott teria percebido que Jango, Jusça& PTB eram os verdadeiros moderadores na vida política do Brasil.

No dia 1º de abril de 1964 o presidente João Goulart foi derrubado por um movimento político-militar. Na ocasião, Lott declarou numa nota a seus colegas de armas que era “completamente antidemocrático e contrário aos interesses nacionais procurar depor um presidente da República mediante uma insurreição”.

# Ainda em 1965 o Marechal Lott tentaria sair candidato a Governador da Guanabara.


Tenente Lott, circa 1920
(nasc. 1894)






virtualpolitik.bravehost.com/lula_jango
cartacapital.com.br/politica/partido-militar
cartacapital.com.br/militares-de-baixa-patente-romperam
a-reputacao-de-bolsonaro-nos-relatorios-do-exercito
theintercept.com/2019/01/bolsonaros-milicias
brasil247.com/o-projeto-secreto-da-cupula-militar












Doctor Arnaldo con los niños indigenas de la Etnia Apalai Waiana. A los niños les causó muchas "saudades"... desde que el Arnaldo se volvió a la Isla.


jornalggn.com.br/artigos/propina--hibrida

# Este artigo tem o mérito de sintetizar todo o histórico desestabilizador desde 2013/16, mostrando como as lideranças golpistas seguem uma ordenação de “donos do poder” internacional... Nesse sentido, é preciso enfatizar para todos os cidadãos atentos que a fórmula “interesses dos EUA” não corresponde à interpretação histórica:

Os Donos do Poder são uma claque de Finanças& Corporações que se infiltraram dentro do Estado Norte-Americano... Portanto são elementos de uma gangue internacional que não deve ser tomada como se representasse os “Interesses dos EUA”, de seu povo, como Nação, Estado, etc.

Isso deve ser visto com cuidado, porque cria uma certa ilusão de ótica, para os nossos partidos “de Esquerda”... Os “Donos do Poder” desmontaram o Estado Ianque, transformado em Banana Republic, pondo de joelhos toda a classe política!!

E ainda, os donos do poder desmontam os negócios das burguesias nacionais: vejam o resultado sobre a Odebrecht. O que aconteceu em Brasília, em Washington, na cabalística do 2020 – tem a característica de malabarismos dos setores da burguesia, antigos e ascensionais-recentes, tentando lidar com as garras do “kabal” e seus capatazes... A idéia de que as crises se explicam como o “esforço de dominação da Burguesia sobre o Proletariado”... acaba levando a certas “ilusões da esquerda” (O que deve ser matéria de melhor análise).

por Wilson Luiz Muller -- 20/10/2020

Quando o governo FHC lançou ações da Petrobras para negociação na bolsa de valores nos EUA, nosso país outorgou poderes para as autoridades estadunidenses, de modo que elas tivessem jurisdição sobre empresas brasileiras que se relacionassem com a Petrobras. As empresas ficam sujeitas à norma anticorrupção denominada Foreign Corrupt Practices Act, com controle e investigação a cargo do Departamento de Justiça dos EUA.

R$ 2,5 bilhões doados pelos EUA aos procuradores da Lava Jato era uma contrapartida pelos relevantes serviços prestados pelas autoridades brasileiras...

Para que o Brasil passasse a se submeter à legislação FCPA dos Estados Unidos, era preciso que autoridades brasileiras (juízes, procuradores e delegados) fossem treinados de acordo com os interesses dos EUA. Desde 2009 há notícias desses treinamentos...

A Construtora Odebrecht, por exemplo – uma das muitas que seriam destruídas pela Lava Jato – era uma das maiores empresas de engenharia e construção civil do mundo, com contratos em inúmeros países. NUNCA houve operação da Lava Jato contra bancos, apesar de denúncias consistentes de ilícitos (lavagem de dinheiro) nessas instituições financeiras.

Estratégias de dominação de amplo espectro ...


A Vereadora Marielle gritava na Praça da Cinelândia, em frente ao Theatro Municipal, ao lado da Brizolândia ... ... ... ... A Cidade é Nossa!! ... ... ... ... ...


cartacapital.com.br/tag/marielle-
revistaforum/primas-de-4-e-7-anos-morrem-no-portao-de-casa-em-duque-de-caxias
arte.folha.uol.com.br/2020/as-politicas-para-drogas-pelo-mundo
esquerdadiario.com.br/gladiadores-do-altar-igreja-universal


Monday, October 29, 2018

Página 46 -

memória nacional

[Junho 515, ano cabralis]
Aos camaradas e colegas do Petê e ex-Pedetistas de Petrópolis-RJ
Já há muito o compromisso cívico de “defesa da Democracia”, e dos “Direitos”, e das “eleições livres” para a conquista dos cargos públicos tem sido o objetivo dos partidos populares, ou trabalhistas, ou reformistas. Torneios eleitorais se sucedem, com o monótono resultado do tédio cívico, e agora com o ressurgimento do fascismo, e a ostensiva estagnação das condições de vida material.
O compromisso dos partidos só poderia ser com a formação de uma consciência política a longo prazo, com o esclarecimento do objetivo histórico socialista. O assistencialismo, a contínua política de direitos e atendimento, se esgotam rapidamente.
E para uma autêntica “educação popular” seria necessário a formação dos próprios membros partidários, e o esclarecimento de uma carta (programa) e da história recente. O contínuo apelo à unidade difusa e sentimental, ao democratismo genérico, os clamores por justiça, não são suficientes para abalar os nervos dos golpistas, ou mesmo modificar a sociedade em tempos de paz.
A política habitual de caciquismos e do jogo visível eleitoral e institucional vicia os militantes, e os põe em conflito quando poderiam estar costurando uma proposta para a sociedade. Em Petrópolis, inumeráveis vezes, os partidos de esquerda tiveram vitórias eleitorais, elegendo Prefeito, Vice, Vereadores e pres. da Câmara... No ano 2.000, um mar de bandeiras vermelhas se espalhou nas ruas, e qual a consequência?? A traição, porque os eleitos sempre se tornam caciques independentes e caprichosos. Por acaso a situação de esvaziamento dos partidos locais, PDT, PSB, PT, PV, não é “consequência” - das “vitórias eleitorais” - ???

38-teatro-do-absurdo
virtualpolitik.bravehost.com/partidos

Ano 519: temporada fascista deve terminar em Outubro:
# Reuniões de Pauta Mínima
Agenda-para-uruguayos

01 de Setembro, somente dez meses depois:
42 X 36 X 22
45-Apesar de que as Eleições...

Da página anterior ficou a advertência de nosso ancestral e patrono George Washington aos partidos e aos candidatos:

"Não se esqueçam de que é preciso que o Presidente tenha apoio de partidos nacionais organizados, que possam traduzir para a sociedade os atos político-administrativos da Presidência... ainda mais com toda a manipulação dos meios-de-comunicação - !
"É uma ilusão dos presidentes voluntariosos achar que podem obter reconhecimento popular somente a partir de seus discursos oficiais. Veja o que aconteceu com a Presidenta Rousseff! Além dos benefícios trazidos pelos programas governamentais, é preciso que as classes e setores sociais compreendam o sentido do que está sendo feito. Só os partidos organizados podem dar este esclarecimento... isso é mais importante ainda do que ter maioria no Congresso!"


As Guerras Híbridas são conflitos identitários provocados por agentes externos, que exploram diferenças históricas, étnicas, religiosas, socioeconômicas e geográficas em países de importância geopolítica por meio da transição gradual das revoluções coloridas para a guerra não convencional, a fim de desestabilizar, controlar ou influenciar projetos de infraestrutura multipolares por meio de enfraquecimento do regime, troca do regime ou reorganização do regime.
tutameia.jor.br/brasil-e-alvo-de-guerra-hibrida





Rosa Luxemburgo, próximo a 1891








A análise sobre a Hegemonia do Capital Financeiro, baseada em muitos autores já clássicos, e no melhor jornalismo da frente liberal nos EUA:
virtualpolitik.bravehost.com/politik_1
virtualpolitik.bravehost.com/o_chanceler
virtualpolitik.bravehost.com/da_floresta



















A discussão política está amordaçada na comunidade... e a reflexão sobre a sociedade nacional paralizada em toda parte – inclusive no petê... o que será???
sanpedritoenlasierra.blogspot/a-discussao-politica-na-comundade

Filosofia dos Estóicos
stoapoikile.bravehost.com





Incêndio do Parlamento Alemão,
28 de fev de 1933


















A canalha nazista incendiou o prédio de altíssimo valor simbólico e patrimonial do Reichstag, e pôs a culpa "nos comunistas", ou seja, num rapaz holandês embriagado que frequentava um sindicato trabalhista. A sequência de "golpes de estado" foi interminável: em poucos anos o povo alemão se arrependeu de seu voto no partido do chanceler demagogo, retórico e vociferante. Em breve, seriam as próprias cidades alemãs incendiadas...


Máfia-Bush 2001: Como Tudo Começou

Os Banqueiros



















Destruição da Líbia


Monday, August 6, 2018

45- Apesar de Que as Eleições...

Apesar de que as eleições dos presidentes-da-república, como cartadas individuais, jamais deveriam ser a solução da política nacional... Porém somente caso os candidatos a presidente estejam nitidamente assentados em partidos cívicos, com cartas previamente discutidas com o eleitorado... Apesar de entonces, a sociedade brasiliana se prepara para tentar resolver seus "problemas políticos" através das eleições de Outubro-518, exatamente com os mesmíssimos candidatos a presidente já previstos, caso o "golpe de estado", desde 516, não tivesse se instalado...












Nesta data de 24 de Agosto... corria o ano de 454... O Presidente e Pai-dos-Pobres Getúlio, se matou: tudo por causa de uma confrontação menor com guardas aeronáuticos, que foi super-faturada pela propaganda histérica lacerdista e virou “golpe” - !
A consequência da despedida do Getúlio foi a unificação do Campo Popular, que virou um Mar de Paixão cívica. Em 455 os candidatos descendentes políticos de Getúlio ganharam facilmente a eleição presidencial e vice-presidencial.


Neste novo 24 de Agosto de 518... por alguma razão, a Sociedade Brasileira tende a repetir o gesto dramático: uma falsa ou verdadeira confrontação entre Ricos e Pobres?... Será um atavismo do martírio religioso, única forma da evolução, o humano só ganha relevo no sacrifício!! Ou será porque, como das outras vezes, estaria a sociedade brasileira infiltrada por uma cambada de agentes de espionagem, desestabilização e propaganda, que incentivam as confrontações, destróem criminalmente a vida de seus líderes, dinamitam a ordem produtiva... levando a sociedade ao desespero.?.?.?.?



Depois de ter sido governante, mantendo a estabilidade nacional (política, econômica) por 10 anos, o Lula Inácio não precisa ser Presidente de novo, nem o PT precisa ocupar de novo aquele cargo... Mais do que um Presidente, o Inácio deveria estar percorrendo o país, reestabelecendo sua base partidária, indicando os candidatos executivos e legislativos petistas, e principalmente o candidato à Presidência. Caso houvesse sido indicado em julho, Fernando Haddad já estaria em primeiro nas pesquisas.
O que é necessário é que seja paralizada e denunciada esta operação suja e covarde de perseguição contra um metalúrgico duas vezes Presidente do Brasil... Contra seu partido e sua família, à qual rendemos sentida homenagem.
O Inácio precisa ficar inteiramente “livre” para fazer parte das eleições, mesmo não sendo candidato. A campanha que foi feita para se manter sua candidatura, nos diversos foros nacionais e internacionais, toda a campanha política, midiática, popular... teria sido dirigida contra o abuso totalitário da “operação lava-a-jato”, oficiais de uma plena Operação Lesa-Pátria – de modo que os acusadores fossem censurados e as acusações suspensas.


Notícias do Brazíl

Projeção para o Segundo Turno das Eleições Presidenciais 518

Em todos os torneios e fanfarras eleitorais, com os períodos de campanha cada vez mais curtos, e as candidaturas sendo lançadas “em cima da hora”, deixando aturdidos os eleitores, com as janelinhas de passarinho que se abrem no “horário eleitoral”, e os “debates ao vivo” como gladiadores encaixotados... o público é atingido também pelas “pesquisas de voto”.
O que confunde muito o eleitorado é que os percentuais de intenções-de-voto são dados na mídia e pelos institutos, sem a explicação a qual universo eles pertencem. No 1* Turno desta Eleição:

1) Eleitorado: 147.306.295 = = = = = => 100%
2) Comparecimento: 117.362.096 = = => 79,7%
3) Válidos, sem br/nulos: 107.048.272 => 72,7%
4) Brancos/nulos: 10.313.078

Os br/nulos foram 8,8% dos comparecentes, mas foram 7,0% do eleitorado total. Estes 7,0% devem ser somados aos 20,3% dos absentes para se ter o número total dos que não deram seu voto: 27,3% dentro do universo total.
É assim que os “válidos” formaram 72,7% do eleitorado. Quando são anunciados os triunfos dos porcentuais dos nomes para o eleitorado, os números vêm a partir do universo 100%, porém nos resultados finais são apresentados dentro do universo “válidos”. Por esta razão, para se ter os números reais da sociedade, é necessário se multiplicar pelo fator 0,727 os números dos “válidos”.

Assim os números reais:
= Hadd = 29,28% ==> 21,3%
= Bolso = 46,03% ==> 33,45%
= Gomes = 12,5% ==> 9,1%
= Outros = xxx ==> 8,8%
= Não votantes = xxx ==> 27,3%
= Hadd + Gomes = xxx ==> 30,4%

Esse é o perfil de nossa gente! Porém, este perfil já é dado artificialmente distorcido: como em todas as “pesquisas” desde os anos 80, o ibope, seu sócio data-folha & outros, dão nítidos sinais de inflar/desinflar candidaturas na reta final das eleições, influenciando de fato as decisões de voto de eleitores muy indecisos. Além disso, pesquisas com cerca de 2.000 entrevistados não são confiáveis: o balanceamento, ou ponderação, dos depoimentos determinam inteiramente o resultado... Por exemplo, se cinco moças estudantes da Tijuca forem consultadas, apenas uma será escolhida para representar estudante/ feminino/ classe média/ cidade grande: é quando a criatividade entra em jogo.


















LABIRINTO PARA SAIR DO FASCISMO EM VINTE DIAS
1) O Haddad é realmente um moço simpático, elegante, sincero, com toda a educação formal e informal que seu adversário não tem. Ao invés da confrontação, ele vai na “democracia”...
2) A Globo decide pegar fundo na questão do Patrimônio Oculto do Bolso: este tem o valor dez vezes maior do que o que tem sido declarado [desde 2006] ao TSE e à Receita, conforme a fotocópia do processo de litígio matrimonial na 1ª Vara de Família do Tribunal de Justiça do RJ de 2008, apresentado na revista Veja... (isto é, não uma delação, denúncia anônima, sem provas, etc)
veja.abril.com.br/-ex-mulher--acusacoes
O Bolso é financiado há (?) décadas por “alguém”, quem será?? Será de Langley, Virginia??
3) Alckmin, Meireles, Marina e Gomes decidem formar uma frente anti-fascista bem explícita
4) A questão do patrimônio oculto é levada à Procuradoria e ao Supremo, eles não têm cara de suspender o candidato, mas mantêm sub-judice, etc
5) O voto do Bolso deve ter sido algo em torno de 23,5% de fascistas conscientes, mais uns 10% que foram na onda...
Dos 10% que foram na onda do Bolso, 2% desistem, vão para abs/br/nul
Do série Outros, 2,5% vão para Bolso, 3,5% para Hadd, 2,8 para abs/br/nul
Do Gomes 8,7% para Hadd; 0,4 para abs/br/nul

Dos 27,3 abs/br/nul, 2% decidem, ou conseguem, votar em Hadd...
Abs/br/nul perdem 2, mas ganham [0,4 + 2,8 + 2] ==> 30,5%

Na Foto:
Hadd ==> 21,3 + 8,7 + 3,5 + 2 ==> 35,5%
Bolso ==> 33,5 + 2,5 - 2 ==> 34,0%
[30,5 + 35,5 + 34,0 ==> 100%]

Uma diferença de 1,5% em votos reais equivale a 2% em votos válidos. É uma diferença mínima para garantir uma posse. Qualquer diferença menor que esta de Hadd sobre Bolso, levará a uma contestação política permanente... E da mesma forma de Bolso sobre Hadd. Seria um movimento do eleitorado ainda permitido por Deus: 2% de eleitores são 2 milhões e 950 mil brasileiros. Eles poderiam de fato acordar de manhã e decidir, uns a votar em Hadd, outros a não ir votar em Bolso. Desde de que as opções (2) (3) (4) acima se apresentassem.
==> Tendo em vista a leitura do jornal "o globo" de 10 de outubro... Este jornal amarelou, estão fazendo campo neutro, o merval e o editorial dizem por igual que os dois partidos têm "núcleos autoritários".... hahaha? Entretanto, como os dois candidatos juraram obedecer à Constituição, numa entrevista promovida pela globo, então está bem, vamos ver o resultado. O tradicional jornal da família marinho deu uma página inteira para se saber [afinal] quais as intenções políticas e qualquer programa de governo do candidato PSL. O Hadd não teve direito a uma página igual [valeu gente!].
O Brasil de nossa gente marcha para um desfecho eleitoral de pouca margem, graças aos talentos artísticos do judiciário, tse, globo, do datafolha/ibope, e da completa ignorância de quais são os reais temas políticos, econômicos, administrativos atribuídos a um Presidente... Por parte do Povo, por parte da Classe-Média!! Que fique bem claro que esta questão deveria ser decidida pela Elite Nacional [conforme a seguir]. O candidato desafiante mudou de personalidade esta semana, e pela primeira vez fez campanha eleitoral... Se ganhar e tomar posse, vai mudar de discurso muitas vezes, aliás Mussolini fez isto mesmo. Ainda bem que os nossos melhores generais, brigadeiros e almirantes não vão permitir "golpe" militar [de extrema direita] no futuro próximo.

==> Aliás, eles já poderiam entrar em campo e começar a planejar um golpe militar nacionalista para o mês de agosto, ou algo assim?? [valeu gente.]



Feriado Patriótico
O Talento e Desempenho demonstrado pelo candidato Haddad, o Andrade, no debate da Gloubonýous na véspera patriótica do Sete de Setembro... Demonstra que ainda há Esperança, dá para este novo candidato Tomar Posse, e... Ficou bem claro que se tivessem lançado o Andrade Haddad em Julho, o camarada já estaria no 25%-30%... [O candidato deu um Banho nos Repórteres Chakáis, hahahah]
Tristemente, a véspera do feriado patriótico também foi marcada por um sórdido atentado contra um desguarnecido Candidato Tenente Expedicionário das Forças Nacionais, que fôra visitar os Seus em Juiz de Fora. Nesse caso, é de inteira responsabilidade da Procuradoria Geral da União este atentado, no Centro de Juiz: a Madame da Procuradoria havia sido alertada pelo Supremo de que deveria suspender a Campanha do Candidato por duas semanas, para que ele cessasse seus intempérios contra os descendentes raciais do período colonial nacional.
Caso a Procuradoria da República tivesse decidido atender ao Recurso, o candidato não estaria no Centro de Juiz naquele dia; por sua vez o descendente dos tempos coloniais que se sentiu ofendido, poderia ter tido sua ira bíblica aplacada pelo devido reparo moral da Senhora da Procuradoria, mas este reparo não veio. A esquina da Rua Halfed proximo à Rio Branco, ponto tradicional da Montanha Mineira, de uma forma ou de outra, não merecia este atentado.


Obs- Nesta cálida quinta-feira 13 de Setembro em que visita o Rio de Janeiro o candidato Gomes pode ter bombardeado sua própria campanha ao palácio do planalto:
tijolaco.com.br/casa-onde-falta-o-voto
Depois de que o candidato Capitão da Reserva foi hospitalizado sem chances de voltar às eleições, abrindo uma crise na sucessão da coligação PRTB-PSL, o próprio Hamilton criou um racha na coligação, dizendo que não havia mais “motivo para vitimização”... Não há muita dúvida que o Mourão II gostaria de ser o chefe de uma nova Redentora Militar, apoiada pela CIA... Porém, este é o golpete que a esta altura já estava desmanchado entre os militares brasileiros, há grande incompreensão civil aqui...
[Uma declaração que tem peso de campanha eleitoral, não é o mesmo que uma discussão sincera num bar... Por certo, o Hamilton e os seus, também usam termos idênticamente zoológicos (o Mourão I se auto-denominou “Vaca Fardada”)... É a questão da imagem pública que se pretende sustentar].

[...] Enquanto o candidato do Partido dos Trabalhadores não apresentou nenhuma plataforma para a instituição nacional dos Militares, o candidato Gomes decidiu criar um desafio inútil, tentando enquadrar os militares nos termos das “carreiras de Estado”. É um erro que pode enterrar seu trabalho eleitoral. O candidato perde não só o voto de todo o setor militar, como, muito mais ainda, perde o suporte político para se eleger, e governar.
A questão central, para qualquer candidato, além dos votos populares, é a necessidade de aceitação por parte das verdadeiras e reais “Elites Brasileiras”... Isto não é o mesmo que o Sistema Internacional Feudal e seus agentes golpistas no Judiciário, na extrema-direita, nas fileiras militares e policiais. São “aqueles que decidem”: a Burguesia Nacional (Odebrecht, etc), a classe política, chefes militares, chefes de mídia... Estes estiveram sob eclipse do “golpe”, isto é, daquelas operações de inteligência secreta internacional, mas agora caberá à elite brasileira dar seu toque final... O candidato Gomes se incompatibiliza com esta Elite ao contrapor olimpicamente a ordem civil à ordem dos militares...
A Organização Globo, por exemplo, ora trabalha com o Sistema Internacional Feudal, ora se solidariza com a ordem interna de nossa elite nacional de fato.
[...] O programa [político-econômico] de Ciro Gomes permanece sendo o melhor, mas isso não é tudo, é necessário se considerar os atos de governância conforme o recado do Vetusto e Sereno George Washington, o mais antigo Republicano vivo.

estadao.com.br/eleicoes,-general-villas-boas

A versão política dos fatos dada pelo General Villas-Boas no dia 09 foi mal compreendida pelo candidato Gomes, e pelos "setores de esquerda" e repórteres em geral. Que seja dito, com todas as letras, o General Villas tem sido "hôôrríível" [no sentido dado pelo togado supremo Barroso...] em suas últimas 3 ou 4 intervenções -- Porém... A intervenção do General desta vez foi para apaziguar totalmente os ânimos, sugerindo que os seguidores do Jair B. teriam que se conformar com seu "karma", e lançar novo candidato, assim como aconteceu com os Petistas... O General deixou claro que Bolsonaro “não é o candidato das FFAA” (um Tenente jamais seria)... E suas declarações dizem muito mais das condições em que “poderemos ter” um Presidente; não há nada contra o Haddad, ou contra as eleições.
Decisões do tipo [burocrática, formal, anti-política] do governo Uruguaio em "mandar prender" um chefe militar por “má conduta”... é uma grave incompreensão civil, e é procedimento incompetente... O Setor Militar é em si mesmo diferenciado, ou... precisamos enfatizar as diferenciações na perspectiva dos militares. São os militares da cultura política tipicamente nacionalista que devem ser enfatizados, dessa forma neutralizando os desmiolados, entreguistas e agentes da “CIA” [várias agências: só os militares podem resolver o problema da espionagem & desestabilização].
Ver os militares todos num mesmo Estatuto, e como se pertencessem a um mesmo bloco cultural, exigindo que se “enquadrem” nas regras institucionais, é afirmar as regras da institucionalidade burguesa. Nossos esquerdistas com isso se envolvem numa contradição infindável.
Fazer política com os militares: A casta militar é anterior à ordem burguesa na História. Eles jamais deveriam ser um setor social isolado.



















Mostra o dentinho: Muito feliz pelo serviço feito, o jovem Juiz do Paraná se prepara para seguir para os EUA, atendendo à sugestão do Patriarca Washington. Aqui, na despedida com o presidente-fantoche.


Veja quais foram as recomendações e avisos dados pelo Patriarca e Patrono deste blogue ao audacioso Juiz de Maringá:

"Meu filho, o seu karma está muito pesado! É sua última oportunidade para se esconder nos Estados Unidos, você e os seus, antes que seja tarde demais:
"O conhecido esquema corpora-tivo de infiltração e espionagem do Dep. de Estado está sendo desmontado em meu país, depois que as forças patrióticas conseguiram submeter a máquina e o pessoal da CIA. A sua ficha, meu jovem, em breve vai "voar", junto com todo o relatório sobre o Juiz Zawaski.
"Abandone esta carreira de crimes, ambição e escândalos... Vocês, tão jovens, ainda podem se regenerar, começar vida nova num rancho nas montanhas do Oregon...
"Aqueles que fizeram como vocês no mundo Romano... vivem até hoje no Limbo - imaginem o que é viver 2.000 anos sem ver a luz do Sol!"


Depois de muito refletir sobre a proposta do Patriarca Republicano, e mastigando devagar as pipocas que lhe ofereceu o Bretas, o juiz Mourinha resolveu aceitar a idéia, e decidiu partir para os EUA com toda sua família e o Zucolato. Eles pretendem se dedicar à criação de cavalos, morando em pacatos chalés nas montanhas do Oregon... "pensar mais na religião, tocar violão, esquecer tantos ódios, todo esse mundo de vaidade-e-ilusão...".



















Obs- Nesta foto o leitor assiste a uma CENA IMPOSSÍVEL: Um suposto magistrado de uma instituição judicial nacional abre alas para que uma companhia cinematográfica comercial faça filmagens com cenas reais de uma investigação e perseguição judicial contra políticos, num processo por ele suposto magistrado presidido... A companhia comercial pertence a amigos do suposto magistrado, que é convidado, e comparece ao "lançamento" da película!!
O audacioso magistrado comparece gastando uma baba com 8 seguranças, promoções de todo o tipo, gravatinha de sangue, camisa preta e paletó de coveiro... o aroma do perfume exterminador é tão forte que dá para sentir na foto. Personalidades aparecem com sacos de pipoca nas mãos, etc.

youtube.com/watch?v=yhzGVZRd_i0
marceloauler.com.br/com-prisoes-moura-prejudicou
youtube.com/watch=Fxg-tNPKUZM
[A partir de 19:30 m.]
Veja as explicações: "Fez tantas arbitrariedades e ilegalidades no primeiro grau que os réus todos conseguiram anulação das penas em segundo grau, saindo ilesos ... A tese é de que ele teria “errado de propósito”, permitindo aos réus a possibilidade de anulação e saírem ilesos, o que aconteceu."